Buscar
  • Rodrigo Silva

Resgatando lentes de Câmeras P&S quebradas

Atualizado: 3 de set.

Hoje finalmente venho falar um pouco mais sobre minhas conversões de lentes. Super compactas e geralmente coloridas, elas chamam bastante a atenção cada vez que publico algo sobre o assunto.


Esta prática não é algo que eu criei, mas sim fui inspirado por projetos de outros como por exemplo https://www.instagram.com/watchmemake/ MS optics entre outros.


A ideia é resgatar lentes de câmeras compactas com lentes fixas, principalmente modelos Point & Shoot (saboneteiras), e usar em outras rangefinder ou ainda em digitais mirrorless.


Eu ja tinha feito algo similar, retirando o visor da Canon Prima (Shure shot BF) para usar na minha Leica IIIf com lentes 35mm. Este é um visor super legal, amplo e claro e vale muito a pena usar.






















Aproveitando o assunto dos visores, nem sempre é possível ou vale a pena, pois a maioria dos contidos em 35mm são muito pequenos e a canon mencionada acima é uma excessão.


Lógico que uma lente destas não vai ter nem a qualidade nem todas as funções de uma "lente de verdade" mas existem ótimas óticas em modelos super famosos e hypados como Yashica T, Contax, Mju etc... Além de muitas outras desconhecidas.


Alguns dos pontos positivos são:

  • Super compactas e leves, geralmente chamadas de "bodycap lenses".

  • Reaproveitar ao menos parte de câmeras que na maioria dos casos não tem reparo.

  • Muito barato comparado com lentes M39 convencionais (principalmente no caso de grande angulares).

  • Abordagem despretensiosa e divertida ao fotografar.

Limitações:

  • Geralmente não se tem controle de abertura.

  • Peças de plástico não tem a mesma precisão e tolerâncias do metal.

  • Em muitas não é possível o link com o sistema de Rangefinder então o foco é por estimativa.

  • Pode ser usada apenas em câmera RF M39 ou Leica M, ou digital mirrorless com adaptador.

  • Funciona melhor para lentes 35mm ou mais angulares.

O processo:


Tudo começa com a escolha dos modelos, e se for uma que eu não conheço a minha referencia é fazer buscas por imagens...

O site da Lomography e Flickr são ótimas fontes, o que eu analiso é característica, nitidez e distorção/vinheta nas bordas.

Tenho uma listinha das que acho interessantes e estou sempre garimpando candidatas, porém tenho algumas regras:

  • A câmera tem que estar quebrada e sem perspectiva de reparo.

  • Preço de sucata, não costumo pagar mais de 50R$.

  • Lentes com elementos de vidro (as de plástico são bem inferiores e geralmente não vale a pena).

No processo de extração da lente eu não costumo ser muito cuidadoso, fios são cortados e as vezes algumas partes quebradas.


Geralmente essas lentes tem seus elementos óticos contidos em um bloco único selado.


A partir dai vem a parte de desenhar as peças no Fusion 360, o que eu ja tenho é uma base que é a rosca M39 e algumas peças que são padrão. Em alguns casos é necessário apenas criar uma peça que é o miolo que abriga a lente, ja em outros todo um projeto único.

Tenho os arquivos base disponíveis gratuitamente no ThingiVerse ou Prusa e são um bom ponto de partida para quem quer fazer algo assim.


O sistema de foco é super simples com uma rosca, inspirado por modelos das primeiras lentes Leica como Elmar. Após impressas as peças é necessário fazer os ajustes do foco e para isso eu uso a minha Sony digital, primeiro o infinito e depois o foco próximo.


Aqui alguns dos modelos que ja converti:


As primeiras que fiz eram mais discretas usando no máximo uma cor de destaque, mas a parte divertida hoje em dia é fazer cada vez mais coloridas. Acho muito engraçado a reação de quem vê, principalmente quando montado em uma câmera super séria como uma Leica M.


Os resultados:


No uso normal os resultados geralmente são bastante agradáveis, aquele visual característico de P&S com a nitidez central e a vinheta nos cantos. A seguir deixo alguns exemplos. Filme

Digital


A seguir eu deixo uma espécie de teste que serve para tentar mostrar de uma forma um pouco mais objetiva os resultados de algumas destas lentes, lógico que podem ocorrer algumas variações. A referencia aqui é uma lente Voigtlander Nokton 35mm f1.4 que esta a f3.5 nos exemplos, esta é uma lente com desenho "classic" e com isso possui os seus "defeitos" mas é a única grande angular que tenho. As fotos foram feitas em uma Sony A7 (fullframe) e a posição do tripé é constante, então a diferença no enquadramento se dá apenas devido ao campo de visão de cada lente.


Click para ver ampliado e o nome de cada lente.


Crop de detalhe 1:1 central


Crop de detalhe 1:1 canto

Atualização 20/03/2022

Assista o video mostrando as peças em detalhes:

No momento ainda não tenho lentes prontas para venda, mas estou aceitando encomendas desde que o interessado forneça a câmera doadora ou escolha entre alguma que eventualmente eu venha a disponibilizar.

A novidade é que agora além das peças 3D também é possível para alguns modelos que sejam produzidas em metal, Latão e alumínio.


Atualização 01/09/2022


Uma primeira remessa dos adaptadores foi produzida com sucesso, entre abril e maio de 2022. Financiada por um esquema de pre venda e enviadas a vários países.


Nesse processo aprendi bastante e este aprendizado ira moldar como as futuras remessas serão produzidas. Uma delas é que devido à inflação atual é impossível ter um preço pré-estabelecido antes de fechar um lote.


Muito importante! Não oferecerei mais acoplamento de telêmetro para a versão rosca M39/LTM.

O motivo disso é a impossibilidade de calibrar para vários corpos, a rosca termina o curso em um lugar um pouco diferente em cada corpo e esta abordagem usando essa "rampa" vai acabar ficando fora.

(Verifique como está a posição do parafuso na parte superior da lente em diferentes corpos de câmera M39/LTM)


Na Leica M este acoplamento ainda pode ser feito de forma mais confiável, mas também preciso apontar que será de 1m/3ft ao infinito, se a lente puder focar mais perto o RF não corresponderá. Isso é especialmente importante para 28mm ou mais ampla, pois essas lentes têm um curso de foco muito curto.

Também estou adicionando uma nova opção para um modelo de peça única muito simples (somente latão) que é "Focus Free". Este funcionaria melhor com 28mm ou aberta e para abertura entre f5.6 ou f8.


Dito isso confira abaixo algumas condições e preços aproximados...

  • Cada remessa precisa ter entre 8 a 12 unidades produzidas para obter um custo por peça mais realista.

  • A RODSGEAR não é uma empresa formal, e o que estou oferecendo é a conversão como um serviço.

  • Para confirmar a encomenda é necessário pagamento antecipado de ao menos 60% do valor total.

  • Todo o processo deve levar até 3 meses e não inclui frete.

Custo da estimativa do serviço de conversão "cru" (SET/2022)

Modelo regular M39/LTM com foco variável

PLA Impresso 3D = R$ 299 / US$ 65

Alumínio = R$ 499 / US$ 99

Latão = R$ 550 / US$ 119


"Focus Free" Latão = R$300 / US$69


Estes preços não incluem óticas que devem ser fornecidas pelo interessado ou escolher entre algumas eventualmente disponíveis, opcionais e acabamentos listados abaixo.


Mount Leica M = + R$ 100 / US$ 20

Cerakote Preto (Revestimento Cerâmico) = + R$ 100 / US$ 25

Visor 3D (quando o modelo for compatível) = + R$60 / US$15


Você pode ver mais e entrar em contato direto comigo no Instagram @rodsgear ou me enviar um e-mail contato@rodgsilvaphoto.com

1.181 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo